Por que as energias solar e eólica são as mais baratas do mundo

Por que as energias solar e eólica são as mais baratas do mundo

As energias solar e eólica se tornaram as fontes mais econômicas de geração de eletricidade em quase todos os principais países do mundo, incluindo a Índia e a China, segundo o relatório deste ano da Bloomberg New Energy Finance (BNEF)¸ empresa internacional de informações financeiras e notícias.

O estudo, que compara os custos entre os tipos de eletricidade, mostrou que essas energias já estão sendo utilizadas a preços muito mais baixos como fonte de geração energética pelas grandes economias mundiais, com exceção apenas do Japão.

 

Para chegar a este resultado, o relatório analisou todas as despesas que envolvem os custos de produção para gerar eletricidade e distribuí-la para a população. Esse processo inclui vários fatores, como os custos do combustível, da construção de uma usina elétrica, da manutenção da rede, além de políticas fiscais e de incentivo.

 

Isso mostra que as energias solar e eólica já estão consolidadas a nível global e, atualmente, devido ao custo cada vez mais reduzido dominam os investimentos do setor energético mundial. Existe a expectativa de uma transição mais rápida para energias renováveis no mundo, uma vez que o custo dessas usinas deverá cair e se tornar mais baixo nos próximos 10 anos.

Mesmo na Índia e na China, lugares que utilizavam o carvão como fonte energética principal, as energias solar e eólica superaram as despesas com o carvão e apareceram como uma geração mais barata, de acordo com a avaliação da Bloomberg. Hoje em dia, as usinas solares e eólicas indianas são construídas pela metade dos gastos que seriam usados na construção de novas usinas de carvão.

 

Uma contração no mercado chinês, levou o custo da energia fotovoltaica para US$ 60 MWh (megawatt-hora) no segundo semestre deste ano, com queda de 13% em relação ao primeiro semestre de 2018. A eólica mostrou custo de aproximadamente US$ 52 MWh no mesmo período, graças às turbinas mais baratas, segundo a análise da BNEF.

 

Em agosto, os dados da Bloomberg NEF revelaram que o mundo ultrapassou um total de 1 terawatt (TW) em capacidade de geração de energias eólica e solar instaladas. De acordo com as estimativas da BNEF, o segundo TW deve ser alcançado até meados de 2023. A boa notícia é que as energias renováveis custarão aproximadamente 46% a menos que o primeiro.

 

Energia solar

A energia solar é proveniente da luz do sol e obtida por meio de painéis solares fotovoltaicos, que têm como função captar a energia luminosa e transformá-la em energia elétrica. É uma energia renovável, pois o sol é uma fonte gratuita, ao contrário dos combustíveis fósseis que são um recurso limitado e altamente poluente ao meio ambiente, e mais caro.

Entre as vantagens da energia solar podemos destacar que suas usinas utilizam a energia concentrada e armazenam o excedente para usá-la quando for preciso. Pode-se até vender a energia produzida pelos painéis solares.

Atualmente, apenas 1% da energia gerada no mundo provém das fontes de energias solares. Dentre os maiores produtores mundiais estão: a Alemanha, a Itália, a Espanha, o Japão e os Estados Unidos.

 

No Brasil, a energia solar representa apenas 0,02% da produção energética, com estimativas de atingir 4% até 2024, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.

 

Energia eólica

Já a energia eólica é o processo pelo qual o vento é transformado em energia cinética e, a partir dela, em elétrica por meio da movimentação de grandes turbinas conhecidas como aerogeradores. Eles possuem formato de catavento ou moinhos e são instalados em regiões onde há grande incidência de ventos.

A exploração comercial da energia eólica no Brasil começou em 1992, quando foi instalado o primeiro aerogerador em Fenando de Noronha (PE). O país conta com 298 usinas eólicas instaladas e é líder do setor no mercado sul-americano.

 

A produção diária brasileira é cerca de 2,9 MW, o suficiente para abastecer 13 milhões de pessoas. A energia eólica representa apenas 3,5% da matriz energética do Brasil, mas a meta do Ministério das Minas e Energia é chegar a 11% até 2023.

 

PHB: Pioneira no setor de energia solar

A PHB Solar é uma empresa que está sempre em busca de inovação e qualidade.

Sabemos que a instalação de um sistema fotovoltaico é fundamental para a diminuição dos gastos com a conta de energia, porém ele só será eficaz se os equipamentos utilizados forem de qualidade. E isto você pode encontrar na PHB Solar.

Considerada há anos líder de mercado no segmento de energia solar, a PHB oferece as melhores soluções tecnológicas para todos aqueles que desejam aderir ao uso de energias renováveis.

Se você quer saber mais sobre o setor de energia solar e suas vantagens, entre em contato conosco através do nosso site https://www.energiasolarphb.com.br/contato.php