Instalador fotovoltaico curiosidades sobre a profissão

Instalador fotovoltaico: curiosidades sobre a profissão

O mercado de energia solar vem se desenvolvendo de forma expressiva e criando grandes oportunidades no Brasil. São mais de 10 mil sistemas fotovoltaicos instalados no país e a previsão é de que até 2024 existam 1,2 milhões espalhados pelo território nacional. Para quem busca uma nova recolocação ou crescimento profissional, a carreira de instalador fotovoltaico destaca-se como uma das mais requisitados no momento.

O instalador de sistemas é o responsável por toda a parte de execução do projeto fotovoltaico, elaborado por um engenheiro elétrico e sempre respeitando as regulamentações de NR10 e NR35, que garantem a segurança e saúde dos trabalhadores que atuam com instalações elétricas em alturas.

É muito importante também que o especialista conheça a fundo a lei que regulariza a conexão à rede de sistemas fotovoltaicos, nas regulamentações 482/12 e 687/15, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Já o primeiro passo da instalação é a montagem da estrutura de fixação dos módulos fotovoltaicos. Elas variam de acordo com o tipo de cobertura onde será instalado o sistema. A base deve ser devidamente nivelada e fixada na superfície de instalação e, em seguida, os módulos são alinhados e fixados.

As atividades não param por aí. Depois disso, o instalador executa as etapas de instalação elétrica, nas quais são feitas as conexões entre os módulos, além das conexões CA e CC, dispositivos de proteção, aterramento, entre outras. Após a conexão entre módulos, string-box e inversor, o profissional está pronto para realizar o comissionamento do sistema e teste do inversor.


Ferramentas

Durante a instalação de um sistema fotovoltaico, o instalador necessita de um conjunto essencial de ferramentas para a execução do projeto. Além do kit básico, com chaves de fenda, alicates, fita métrica, lâmina, chave de boca, martelo, ele precisa também de todos os EPI’s e EPC’s (Equipamento de Proteção Individual e Coletivo), que consistem em capacetes, botas, luvas, óculos, cinto de segurança, talabarte e outros acessórios.

Para a implantação do arranjo fotovoltaico nos telhados, as principais ferramentas utilizadas são andaime ou escada, furadeiras e parafusadeiras, bem como uma serra arco ou circular. O instalador vai usar ainda ferramentas específicas da fotovoltaica, como alicates de corte, multímetro, megômetro, alicates crimpadores de conectores tipo MC4, chaves para aperto e abertura de conectores MC4 e alicates decapadores.

Salário

Após obter a certificação de instalador qualificado, é possível atuar como funcionário de uma empresa integradora ou montar o próprio negócio na área de instalação de sistemas fotovoltaicos. Os instaladores que trabalham no ramo de energia solar contratados por empresas ganham salários que variam entre R$ 2.000,00 e R$ 3.000,00, dependendo do tempo de experiência e competência técnica do profissional. Mas devido ao crescimento apresentado por esse segmento, muitas pessoas estão se dedicando a essa atividade de forma autônoma.

Nesse caso, os resultados financeiros são bem melhores, visto que o contrato é feito diretamente entre o solicitante do serviço e o profissional responsável pela instalação.

Formação completa

Para atuar no ramo de instalação de energia solar é imprescindível fazer um curso especializado em tecnologia fotovoltaica, oferecido por empresas como a pioneira e altamente qualificada PHB Solar. O curso faz com que o profissional esteja totalmente habilitado para a instalação de painéis de energia solar em residências, comércios e empresas, contemplando desde projetos simples aos mais complexos.

Se você pretende se destacar na profissão, é indicado também fazer alguns cursos específicos em segurança do trabalho, já que eles são exigidos tanto de empresas quanto de profissionais autônomos. Candidatos que possuem esses cursos apresentam vantagem competitiva no mercado. Os cursos necessários na área de segurança do trabalho são:

  • NR10: voltado para pessoas que atuam com instalações elétricas de modo geral;
  • NR35: direcionado para profissionais que atuam com trabalho em altura, como no caso dos profissionais que instalam placas de energia solar. 

Quer se tornar um instalador fotovoltaico renomado no mercado? Faça um curso da PHB Solar.


PHB: Pioneira no setor de energia solar

A PHB Solar é uma empresa que está sempre em busca de inovação e qualidade.

Sabemos que a instalação de um sistema fotovoltaico é fundamental para a diminuição dos gastos com a conta de energia, porém ele só será eficaz se os equipamentos utilizados forem de qualidade. E isto você pode encontrar na PHB Solar.

Considerada há anos líder de mercado no segmento de energia solar, a PHB oferece as melhores soluções tecnológicas para todos aqueles que desejam aderir ao uso de energias renováveis.

Se você quer saber mais sobre o setor de energia solar e suas vantagens, entre em contato conosco através do nosso site https://www.energiasolarphb.com.br/contato.php