Energia solar no Brasil começa o ano com o dobro de instalações esperadas

Energia solar no Brasil começa o ano com o dobro de instalações esperadas

O Brasil deve ter um crescimento de 44% na capacidade instalada de energia solar até o final deste ano, o que levaria o país à marca de 3,3 gigawatts (GW) da fonte em operação, segundo projeção da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Para a entidade, o ano promete também uma virada para o mercado solar brasileiro com expansão significativa da chamada geração distribuída, na qual placas solares são instaladas em telhados ou terrenos para gerar energia com o objetivo de atender à demanda de casas, estabelecimentos comerciais ou indústrias de todo o território nacional.

Segundo a Absolar, a geração distribuída está ganhando terreno no mercado brasileiro e a visão de que ela é cara não se sustenta mais, surgindo como uma opção acessível aos consumidores, que contam com diversas linhas de financiamento.

Em 2019, os projetos de geração distribuída deverão acrescentar 628,5 megawatts (MW) em capacidade solar ao país, que corresponde a um crescimento de 125%, enquanto grandes usinas fotovoltaicas devem somar 383 MW até o final do ano, um avanço de 21%.

Gerar a própria energia elétrica tornou-se o investimento favorito dos consumidores brasileiros nos últimos dois anos, que estão apostando na tecnologia para economizar na conta de luz, valorizar seu imóvel e contribuir para a preservação do meio ambiente.

Entre 2017 e 2018, a geração distribuída já havia mostrado ritmo mais forte, com expansão de 172%, contra 86% nas grandes usinas, mas os projetos menores, adicionaram naquele período 317 MW, contra 828 MW dos grandes empreendimentos, viabilizados após leilões de energia do governo.

No mesmo período, as contratações de grandes usinas solares foram retomadas, mas os projetos concretizados nos últimos leilões têm obrigação contratual de iniciar suas operações somente em 2021 e 2022, enquanto a geração distribuída continua com crescimento acelerado.

Com a disparada das tarifas de energia elétrica no Brasil desde 2015 e a redução nos custos de equipamentos fotovoltaicos, os investimentos em geração distribuída podem ser recuperados em um período de três a sete anos, garante a associação.

Já a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prevê um aumento desse tipo de energia renovável de mais de 100%, com um total de 104.506 sistemas residenciais e comerciais conectados até o final do 2019.

A Absolar estima que a expansão da energia solar este ano deverá gerar investimentos totais de R$ 5,2 bilhões, com cerca de R$ 3 bilhões para a geração distribuída.

Apesar da forte expansão, a energia solar ainda apresenta pequena participação na matriz elétrica do Brasil, dominada por grandes hidrelétricas. A fonte responde atualmente por cerca de 1% da capacidade instalada no país, de acordo com dados da Aneel.

Procura as melhores soluções em energia solar? Entre em contato agora mesmo com a PHB Solar.


PHB: Pioneira no setor de energia solar

A PHB Solar é uma empresa que está sempre em busca de inovação e qualidade.

Sabemos que a instalação de um sistema fotovoltaico é fundamental para a diminuição dos gastos com a conta de energia, porém ele só será eficaz se os equipamentos utilizados forem de qualidade. E isto você pode encontrar na PHB Solar.

Considerada há anos líder de mercado no segmento de energia solar, a PHB oferece as melhores soluções tecnológicas para todos aqueles que desejam aderir ao uso de energias renováveis.

Se você quer saber mais sobre o setor de energia solar e suas vantagens, entre em contato conosco através do nosso site https://www.energiasolarphb.com.br/contato.php